COMPROMISSO COM A HONESTIDADE NA POLÍTICA,

MELHOR DISTRIBUIÇÃO DE RENDA E

REDUÇÃO DAS DESIGUALDADES

Durante o período eleitoral, pode acontecer que os candidatos procurem as coordenações da Pastoral da Criança para apresentar suas propostas de campanha ou simplesmente para fazer uma visita. No entanto, em vez de esperar pelos candidatos, a Pastoral da Criança convoca-os. Esta estratégia é inspirada na convocação de autoridades públicas lançada pela Pastoral da Criança em 1999, na campanha nacional de prevenção da violência, especialmente no ambiente familiar.

As Coordenações de Setor e de Ramo da Pastoral da Criança de todo o Brasil organizam as oportunidades de encontro com os candidatos a Deputado Estadual e Federal da região. Às Coordenações Estaduais cabe a tarefa de contato com os candidatos ao Senado e ao Governo do Estado e, à Coordenação Nacional, o contato com os candidatos à Presidência da República.

No período eleitoral de 2002 e 2004, a Pastoral da Criança elaborou um documento com propostas nas áreas sociais. Na eleição de 2006, vamos convocar os candidatos para assumir o compromisso inegociável com a honestidade da vida pública, com a melhoria na distribuição de renda e a redução das desigualdades, de forma a beneficiar especialmente as mulheres e crianças, a partir da concepção.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, em suas orientações para as Eleições de 2006, oferece critérios e orientações para os eleitores e candidatos. Ela incentiva a participação na escolha dos representantes, com discernimento feito a partir do método ver, julgar, agir, avaliar e acompanhar. O texto dirigido aos candidatos apresenta propostas para a construção de políticas estruturantes, que assegurem o desenvolvimento do país com inclusão e justiça social. A CNBB é integrante do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, que se orienta pelo lema "Voto não tem preço, tem conseqüências". Para acessar os documentos sobre a CNBB nas eleições, visite o endereço www.cnbb.org.br.

Unindo-se à CNBB nesta luta contra a corrupção e por uma campanha eleitoral justa e democrática, a Pastoral da Criança disponibiliza aos futuros ocupantes de cargos no poder legislativo e executivo, a oportunidade de se comprometer publicamente com a honestidade, a distribuição de renda e a redução das desigualdades.

Felizmente, votar hoje é mais entendido como o poder de escolha de cada cidadão e cidadã, como deve ser, do que como apenas uma obrigação – votar por votar. Os eleitores estão mais esclarecidos e querem votar em partidos e pessoas que se preocupam com o povo, e não em candidatos ligados à corrupção, que compram votos com dinheiro, cesta básica, promessa de emprego e de favores, ou fazem ameaças para receber o voto. Isso é proibido, de acordo com a Lei nº 9.840, de 28 de setembro de 1999. O Jornal da Pastoral da Criança disponibiliza orientações sobre esta lei contra a corrupção nas eleições na edição 116, de junho, e 118, de agosto de 2006. A história tem comprovado que não adianta vender ou anular o voto para depois sofrer as conseqüências trazidas pela eleição de políticos eleitos que não se esforçam para que as pessoas vivam com dignidade e não fazem da política a busca do bem comum.

É com esse espírito que apresentamos nossa bandeira de luta contra a corrupção na política, a favor da construção de uma sociedade mais justa e fraterna, a serviço da vida, desde a concepção. Queremos propor aos candidatos que discutam com a Pastoral da Criança, as Igrejas e demais organizações da sociedade civil o tema corrupção e assinem o COMPROMISSO de não se tornar corrupto no desempenho do mandato de governo, seja no poder executivo ou legislativo.

Cópia do Termo de Compromisso da Pastoral da Criança

Uso da imagem da assinatura do Termo de Compromisso

===========================================================

CONVOCAÇÃO AOS CANDIDATOS
Ao Comitê de Campanha do candidato

Paz e Bem!

Agradecemos por aceitar o compromisso inegociável com a honestidade na vida pública, com a melhoria da distribuição de renda e a redução das desigualdades.

Considerando que a Pastoral da Criança é uma entidade suprapartidária, solicitamos que as imagens registradas neste evento não sejam utilizadas em peças publicitárias, durante os programas do horário eleitoral gratuito, em eventuais inserções na programação televisiva, ou em qualquer publicação referente à campanha eleitoral dos candidatos. A mesma solicitação está sendo feita a todos os candidatos que assinarem o documento, para preservar a posição da Pastoral da Criança, cujo objetivo é, fundamentalmente, trabalhar para que todas as crianças tenham garantidos os seus direitos e a sua dignidade.

Esta orientação não se aplica nos casos de cobertura jornalística o evento, como notícia nos meios de comunicação, e que independe dos partidos!

Mais de 266.288 mil voluntários da Pastoral da Criança de diferentes credos e opções
políticas acompanham mensalmente , em média, 96.334 gestantes e 1.892.710 de crianças
pobres menores de seis anos de idade. Foram 1.433.980 famílias acompanhadas em 40.736 comunidades organizadas em 4.044 municípios de todos estados brasileiros. Em todo o País,
há voluntários e famílias acompanhadas que, em nome da solidariedade, rompem as barreiras
de suas posições políticas e religiosas e têm realizado uma verdadeira transformação social.

Em sua experiência de 23 anos, a Pastoral da Criança entende que a soma de esforços é o principal caminho para alcançar resultados positivos, sem distinções ou privilégios de um grupo em detrimento do outro. Por isso, a entidade teve a iniciativa de convidar todos os candidatos à presidência a se comprometerem com propostas que promovam a qualidade de vida das crianças e famílias brasileiras, buscando a construção de uma cultura de paz para todos.
Agradecemos a compreensão e nos colocamos à disposição, para trabalharmos juntos nos objetivos que nos são comuns, nessa construção de um país mais justo e fraterno à serviço da vida e esperança.

Atenciosamente,

Clóvis Boufleur
Gestor de Relações Institucionais
Pastoral da Criança

 


 
 
 
 
 

Visitantes

Temos 55 visitantes e Nenhum membro online